Mais Justiça, Menos Desigualdades

Blog



Vulnerabilidade social no Brasil: como anda o amparo a população?

21/09/2021 Tempo de leitura: 3 minutos
 

Com uma população em situação de rua chegando a quase 222 mil brasileiros em 2020, a pergunta que não cala é: como lidar com a vulnerabilidade social no Brasil?

Vulnerabilidade social tem a ver com a situação socioeconômica e relacional de parte da população, que dispõe de poucos recursos para lidar com questões, como:

  • renda;
  • moradia;
  • trabalho;
  • educação.

Na busca por um mundo mais justo e menos desigual, acompanhe a leitura e veja como é o quadro de vulnerabilidade no Brasil e o que pode ser feito para mudar!

Como é a vulnerabilidade social no Brasil?

Considerando as dimensões de renda e trabalho, infraestrutura urbana e capital humano, o Brasil ainda tem uma longa trajetória para realmente mudar a situação.

Embora o IVS (Índice de Vulnerabilidade Social) apresente uma melhora significativa até 2017, nosso país corre o sério risco de se tornar o epicentro da fome.

O poder de compra das famílias diminuiu, o saneamento básico de muitos locais é precário e a falta de acesso à educação agrava ainda mais as desigualdades.

É preciso não somente considerar os aspectos materiais da vulnerabilidade social, mas também os aspectos emocionais, que impactam na estrutura das famílias.

Programas sociais ao longo dos últimos anos foram necessários para amenizar um pouco o cenário, no entanto, a pandemia escancarou os problemas de forma feroz.

Quais são os tipos de vulnerabilidade?

A vulnerabilidade social é um tema que encontra uma multiplicidade de variáveis a serem investigadas, sendo uma pauta que permite inúmeros debates e reflexões.

Todavia, para fins práticos, podemos ver abaixo que existem alguns tipos de vulnerabilidades que conseguem dar um norte de como devemos agir para resolver isso.

Marginalização e Exclusão

Nesse subgrupo encontramos as pessoas que residem em moradias em situação deplorável, bem como um baixo nível de renda e educação.

São os indivíduos que fazem parte das estatísticas de desemprego ou subemprego, em meio a desorganização familiar e que carecem de assistência social.

A vulnerabilidade marcada pelas condições precárias de trabalho aliada à fragilidade de um vínculo social, inevitavelmente acaba excluindo as pessoas da sociedade.

Fatores como desigualdade racial, econômica e de gênero surgem, evidenciando assim a luta pela sobrevivência frente à saciedade dos desejos individuais.

Vulnerabilidade na área da saúde

Faz parte desse aspecto as pessoas vulneráveis em relação a doenças ou possíveis riscos de desastres, muito por conta da localidade na qual habitam.

Refletindo sobre a realidade do país, os grupos que dispõem de péssimas condições financeiras, invariavelmente acabam tendo menos acesso a cuidados de saúde.

São pessoas que acabam pegando mais doenças, tanto crônicas quanto agudas, estando então à mercê de acidentes urbanos e domiciliares.

O caos da saúde pública no Brasil só piora o quadro dessa vulnerabilidade, aumentando assim os índices de internações, tratamentos intensivos e mortalidade.

Vulnerabilidade Territorial

De mãos dadas com a expansão urbana desenfreada estão a diferenciação e segmentação demográfica, social, econômica e ambiental.

Ao mesmo tempo em que os grandes centros exibem prédios luxuosos, a periferia se multiplicou de forma desordenada, desestruturada e sem qualidade de vida.

Essa vulnerabilidade social evidencia as pessoas marginalizadas em relação aos centros urbanos e que, rotineiramente, sofrem com a discriminação social.

Vale ressaltar que as vulnerabilidades territoriais podem apresentar níveis alarmantes de: 

  • pobreza;
  • subnutrição;
  • desemprego;
  • criminalidade.

Vulnerabilidade Juvenil

Sabemos bem a importância dos jovens para a sociedade, portanto, cuidar do futuro de crianças e adolescentes é uma questão não só de solidariedade, mas cidadania.

Infelizmente, por conta de situações econômicas desfavoráveis, muitos jovens se encontram em cenários de vulnerabilidade social, abreviando vários sonhos.

A dificuldade de acesso ao mercado de trabalho, por exemplo, bem como lidar com problemas emocionais na família, podem levá-los ao ambiente do tráfico.

A falta de experiência aliada à adversidade de obter um ensino de qualidade, consequentemente, coloca esse público em situações de maior perigo no cotidiano.

Quais são as formas de combate à vulnerabilidade social?

Tendo em vista a realidade da vulnerabilidade social no Brasil, além de suas subdivisões, encontrar maneiras práticas de lidar com a situação é o ideal.

A princípio, investir em uma educação de primeira é uma atitude que pode contribuir bastante, pois o acesso à cultura e à informação leva ao amadurecimento intelectual.

Inclusive, a educação atrelada a uma boa orientação e capacitação profissional pode proporcionar boas oportunidades, aumentando as chances de ter o primeiro emprego.

Programas sociais como o Cadastro Único, Bolsa Família, Pronatec, Bolsa Verde e, até mesmo, o Auxílio Emergencial ajudam a minimizar os agravantes.

É necessário implementar políticas contra os preconceitos de cor, raça, etnia e de gênero, a fim de inserir esses indivíduos na sociedade e zelar pelos seus direitos.

O investimento em cultura e esporte também é uma ótima alternativa, pois ajuda crianças e jovens a encontrarem um propósito e terem perspectivas positivas.

Para finalizarmos, perceba que por mais que as condições de vulnerabilidade social no Brasil sejam preocupantes, ainda há esperança de tornarmos esse país mais justo e igualitário.

Gostou do tema, mas quer algo mais profundo sobre vulnerabilidades? Então, descubra agora quais são as muitas vidas por trás dos números da crise brasileira!

Categoria:

Desigualdades

Cadastre-se
Junte-se a nós para contribuir para as mudanças que queremos na sociedade brasileira.
Cadastre-se agora para receber mais informações!
Ao se cadastrar, você concorda com a política de privacidade da Oxfam Brasil


Deixe um comentário


A Oxfam Brasil utiliza cookies para melhorar a sua experiência

Ao continuar navegando na nossa página, você autoriza o uso de cookies pelo site.