EC 95

Teto de gastos: estudo revela queda de até 83% em políticas públicas para área social

Políticas públicas voltadas à área social tiveram redução de até 83% no orçamento nos últimos três anos, revela estudo do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) feito em parceria com a Oxfam Brasil e Centro para os Direitos Econômicos e Sociais (CESR, na sigla em inglês), apresentado nesta quinta-feira (14/12) em audiência pública realizada na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Levantamento realizado pelo Inesc, Oxfam Brasil e CESR foi apresentado em audiência pública na Câmara

Audiência debate impactos negativos do Teto de Gastos aos direitos humanos

O Brasil, que já é um dos países mais desiguais do mundo, corre o risco de voltar para o Mapa da Fome, deixar pessoas sem acesso a medicamentos e mulheres vítimas de violência, em sua maioria negras e jovens, desprotegidas.

Emenda Constitucional 95 completa um ano com graves efeitos sobre segurança alimentar, desigualdades e acesso a medicamentos, aponta estudo a ser lançado durante evento

Desigualdade no Brasil, onde você está?

O Brasil é tão desigual que a maioria da população não consegue perceber a real dimensão dessa desigualdade, desconhecendo o seu lugar de fato na pirâmide social.

A pesquisa de percepção pública que lançamos esta semana, em parceria com o instituto Datafolha, revela que 88% dos brasileiros acreditam pertencer à metade mais pobre da sociedade, e metade pensa que para estar entre os 10% mais ricos é necessário ter um ganho mensal superior a R$ 20 mil. A realidade, no entanto, é bem outra —e perversa.

Artigo originalmente publicado na Folha de S. Paulo