EMERGÊNCIA COVID-19: sua solidariedade protege famílias

Evento reúne especialistas para analisar e propor soluções para as desigualdades nas cidades

A Ação Brasileira de Combate às Desigualdades (ABCD) organiza uma semana de debates com organizações e especialistas em diferentes temas urbanos.

02/10/2020 Tempo de leitura: 2 minutos
 

É no território municipal que as nossas desigualdades crônicas se expressam de forma mais concreta. Numa mesma cidade, as diferenças entre bairros centrais e periféricos podem se traduzir em até mesmo anos a mais ou a menos de expectativa de vida. Como distribuir melhor o orçamento de forma a reduzir essas injustiças? Que políticas são necessárias para proteger os direitos dos grupos tradicionalmente mais excluídos? Como as comunidades estão se organizando para fazer jornalismo, cultura e promover a saúde fora das regiões centrais? E fora dos territórios urbanos?

Diante das eleições que se aproximam, a Ação Brasileira de Combate às Desigualdades (ABCD) organiza uma semana de debates – entre os dias 5 e 9 de outubro – com organizações que trabalham nos territórios e especialistas em diferentes temas urbanos para analisar e propor meios de combater as várias faces das desigualdades no âmbito municipal.

Você pode acompanhar os debates na página da ABCD no Facebook, todos os dias, em dois horários: às 11h e às 18h.

Confira a programação:

5 de outubro

11h – Iniciativas de incidência política para reduzir a desigualdade nas cidades
Ermínia Maricato (BR Cidades)
Jorge Abrahão (Rede Nossa São Paulo)
Rud Rafael (MTST-PE)
Mediação: Carolina Guimarães (Rede Nossa São Paulo)

18h – Representatividade política: eleições antirracistas
Valdenia Menegon (Mulheres Negras Decidem)
Piedade Marques (Campanha Eu Voto Em Negra)
Elaine Mineiro (Uneafro Brasil)
Mediação: Anielle Franco (Instituto Marielle Franco)

6 de outubro

11h – O orçamento das cidades: como distribuí-lo melhor (Lançamento da publicação (Re)distribuição territorial do orçamento público municipal: uma proposta para virar o jogo das desigualdades)

Mariana Almeida (Fundação Tide Setubal)
Jailson de Souza e Silva (Uniperiferias)
Jorge Kayano (Instituto Pólis / Rede Nossa São Paulo)
Mediação: Andrelissa Ruiz (Fundação Tide Setubal)

18h – Comunicação para superar desigualdades
Gizele Martins (Comunicadora da Maré – RJ)
Raimundo José (TV Quilombo Rampa – MA)
Semayat Oliveira (Nós, Mulheres da Periferia/Rede Jornalistas das Periferias – SP)
Mediação: Ronaldo Matos (Desenrola e Não Me Enrola/Rede Jornalistas das Periferias – SP)

7 de outubro

11h – Desigualdades em territórios não-urbanos: quilombolas
Domingas Dealdina (Quilombo Argelim – ES/CONAQ)
Francileide Cruz (Sapé do Norte – RN/CONAQ)
Maria Rosalina dos Santos (Comunidade Queimada – PI/CONAQ)
Mediação: Selma Dealdina (Quilombo Argelim – ES/CONAQ)

18h – Desigualdades territoriais e pandemia
Paula Santoro (LabCidade – FAU-USP)
Raull Santiago (Coletivo Papo Reto e Gabinete de Crise do Complexo do Alemão)
Wellington Lopes (Agentes Populares de Saúde, Uneafro Brasil)
Mediação: Danielle Klintowitz (Coordenadora Geral do Instituto Pólis)

8 de outubro

11h – Proteção de direitos de migrantes e refugiados nas cidades
Soledad Riquena (Centro da Mulher Imigrante e Refugiada)
Hortense Mbuyi Mwanza (Comunidade Congolês no Brasil, Coletivo Consolidação dos Imigrantes e Conselho Municipal de Imigrantes de São Paulo)
Mediação: Pe. Paolo Parise (Missão Paz)

18h – Desigualdades na cultura
Adriano José (Instituto Feira Preta e Ação Educativa)
Tiely Santos (Ponto de Cultura Hip Hop Mulher)
Mediação: Ioná Damiana (SESC-SP)

9 de outubro

11h – Fundamentalismo religioso e eleições municipais
Isabel Felix (Católicas pelo Direito de Decidir)
Romi Bencke (Conic)
Simony dos Anjos (Evangélicas pela Igualdade de Gênero)
Mediação: Solange Helena (Católicas pelo Direito de Decidir)

18h – Justiça racial, políticas públicas e interseccionalidades
Carmela Zigoni (Inesc)
Daniel Teixeira (CEERT)
Tauá Pires (Oxfam Brasil)
Mediação: Giselle dos Anjos Santos (CEERT)

imagem do banner
Cadastre-se
Junte-se a nós para contribuir para as mudanças que queremos na sociedade brasileira.
Cadastre-se agora para receber mais informações!
Ao se cadastrar, você concorda com a política de privacidade da Oxfam Brasil

A Oxfam Brasil utiliza cookies para melhorar a sua experiência

Ao continuar navegando na nossa página, você autoriza o uso de cookies pelo site.