Mais Justiça, Menos Desigualdades

Carrefour se compromete a divulgar fornecedores de suas cadeias mais críticas

Desde 2019 estamos pressionando os grandes supermercados brasileiros a tomarem medidas efetivas para garantir os direitos humanos de quem planta e colhe nossos alimentos. E conseguimos nossa primeira vitória!

12/01/2021 Tempo de leitura: 2 minutos
 

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Após mais de um ano pressionando os três maiores supermercados brasileiros – Carrefour, Pão de Açúcar e grupo Big (ex-Walmart) – para que tomassem medidas para garantir o respeito aos direitos humanos em suas cadeias de fornecimento de frutas, conseguimos esta semana a primeira vitória!

Em carta enviada à Oxfam Brasil, o Carrefour Brasil se comprometeu a divulgar a lista de todos os seus fornecedores diretos até 2022, a começar por suas cadeias de fornecimento mais críticas – frutas, legumes e verduras, e têxtis -, e também a lista dos fornecedores indiretos até 2025.

Leia aqui a carta enviada pelo Carrefour Brasil.

Esse primeiro passo dado pelo Carrefour é resultado da pressão que milhares de pessoas e a Oxfam Brasil estão fazendo desde o lançamento do relatório Frutas Doces, Vidas Amargas, em que revelamos a situação de vulnerabilidade e risco de violações que as trabalhadoras e os trabalhadores rurais enfrentam na produção de frutas no Brasil.

Juntamente com o relatório, lançamos uma petição online que já recebeu mais de 75 mil assinaturas exigindo que os grandes supermercados brasileiros fizessem a sua parte para dar uma vida mais digna a quem planta e colhe nossos alimentos. Uma das demandas era que os supermercados passassem a publicar sistematicamente quem são seus fornecedores – afinal, quem não tem nada a esconder deve ser transparente.

Baixe aqui o relatório Por Trás das Suas Compras.

Nossa avaliação utilizou como base as melhores práticas existentes em termos de responsabilidade corporativa nesta área por meio de um scorecard de indicadores. Os maiores supermercados brasileiros foram mal, pontuaram muito pouco nos indicadores. E quando comparamos aos maiores supermercados da Alemanha, Estados Unidos, Holanda e Reino Unido, a diferença é muito grande. Mas também ficou claro que é possível avançar.

O comprometimento do supermercado Carrefour é um primeiro passo. A transparência é parte essencial da prestação de contas e permite que qualquer parte interessada possa monitorar a situação dos trabalhadores rurais e denunciar abusos. Agora, cabe a nós – juntamente com nossos apoiadores e parceiros – monitorar a implementação do compromisso do Carrefour.

Resta saber se o grupo Big e o Pão de Açúcar vão seguir o mesmo caminho. Ou vão continuar ignorando as mais de 75 mil vozes que pedem mudança?

Assine você também a nossa petição!

Notícias Relacionadas:
imagem do banner
Cadastre-se
Junte-se a nós para contribuir para as mudanças que queremos na sociedade brasileira.
Cadastre-se agora para receber mais informações!
Ao se cadastrar, você concorda com a política de privacidade da Oxfam Brasil

A Oxfam Brasil utiliza cookies para melhorar a sua experiência

Ao continuar navegando na nossa página, você autoriza o uso de cookies pelo site.