Mais Justiça, Menos Desigualdades

 

Quem paga a conta

Bilionários da América Latina e do Caribe aumentaram fortuna em US$ 48,2 bilhões durante a pandemia, enquanto maioria da população perdeu emprego e renda. Esse é o alerta que faz o novo relatório Quem Paga a Conta? – Taxar a Riqueza para Enfrentar a Crise da Covid na América Latina e Caribe.

O documento releva que o total acumulado pelos mais ricos corresponde a um terço do total de recursos dos pacotes de estímulos econômicos adotados na região. Os 42 bilionários do Brasil aumentaram suas fortunas em US$ 34 bilhões no mesmo período.


Bilionários aumentaram
suas fortunas mesmo
com a crise da Covid-19


No Brasil, o desemprego pode
dobrar ou quadruplicar
na pandemia


Mais de 600 mil micros, pequenas
e médias empresas brasileiras
já fecharam

Os mais ricos têm que pagar mais e melhores impostos

A perda de receita tributária para 2020 pode chegar a 2% do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina e do Caribe, o que representa US$ 113 bilhões a menos e equivale a 59% do investimento público em saúde em toda a região.

O colapso da receita tributária torna necessária medidas urgentes, distantes das ações tradicionais, afirma o relatório. O documento apresenta dados, análises e propostas estruturadas para evitar o desmantelamento dos serviços púbicos da América Latina e Caribe.

No Brasil, a discussão da reforma tributária não tem levado em conta a necessidade de se reestruturar o sistema para torná-lo mais progressivo e indutor da redução das desigualdades, conforme prevê a Constituição brasileira.

Vídeos

1 novo bilionário a cada 2 semanas

Quem tem mais deve pagar mais

A riqueza dos super milionário cresceu

Reformas fiscais urgentes

Cards
imagem do banner
Cadastre-se
Junte-se a nós para contribuir para as mudanças que queremos na sociedade brasileira.
Cadastre-se agora para receber mais informações!
Ao se cadastrar, você concorda com a política de privacidade da Oxfam Brasil

A Oxfam Brasil utiliza cookies para melhorar a sua experiência

Ao continuar navegando na nossa página, você autoriza o uso de cookies pelo site.