Nós e as Desigualdades 2019

A Oxfam Brasil traz aqui os resultados da segunda pesquisa de opinião sobre desigualdades no Brasil realizada com o Instituto Datafolha, como contribuição ao debate sobre o tema. Foram entrevistadas 2.086 pessoas em 130 municípios brasileiros, de todas as regiões do país, entre os dias 12 e 18 de fevereiro de 2019.

Esperamos que esta pesquisa sirva para ampliar as discussões sobre a importância do papel do Estado no enfrentamento das desigualdades e aprofundar a urgência em se construir um Brasil mais justo, solidário e humano.

86% creem que o progresso no Brasil está condicionado à redução de desigualdade entre pobres e ricos.

57% não acreditam que as desigualdades diminuirão nos próximos anos.

2 em cada 3 brasileiros elegem ‘fé religiosa’, ‘estudar’ e ‘ter acesso à saúde’ como as três principais prioridades para uma vida melhor.

64% concordam que o fato de ser mulher impacta negativamente a renda.

52% concordam que negros ganham menos por serem negros.

71% concordam que a Justiça é mais dura com negros.

77% concordam com o aumento dos impostos de pessoas muito ricas para financiar políticas sociais.

84% concordam que é obrigação dos governos diminuir a diferença entre muito ricos e muito pobres.

75% apoiam a universalidade do ensino público fundamental e médio.

73% defendem universalidade para atendimento em postos de saúde e hospitais.

Compartilhe nossos cards

Doe agora

Seu apoio ajuda a mudar vidas

Cadastre-se para receber nossa newsletter