Grandes empresas falaram. Será que seus fornecedores escutaram?

As 10 maiores empresas de bebidas e alimentos do mundo, que são alvo de nossa campanha Por Trás das Marcas, já se comprometeram com políticas e boas práticas de fornecimento mais sustentáveis para seus produtos. Mas e as 'traders', que são as que fazem o elo entre os produtores e as empresas que vendem os produtos aos consumidores? Estão elas seguindo os mesmos compromissos para os impactos negativos sobre mulheres, pequenos produtores, terra e clima?

Este nosso novo relatório revela que elas ainda estão longe disso. Há uma grande falta de sintonia em relação aos compromissos assumidos pelas grandes empresas de alimentos e bebidas, como a Coca-Cola, Pepsi, Nestlé, Unilever e Kellogs, entre outras, e as companhias 'traders' do agronegócio. Nossa análise mostra o que pode ser feito para ajustar esse descompasso e como as grandes empresas de alimentação do mundo podem exercer seu poder para garantir que toda a cadeia de fornecedores esteja alinhada com os compromissos de sustentabilidade necessários.

O Gosto Amargo do Açucar

O direito à terra e as cadeias de fornecimento das maiores empresas de alimentos e bebidas.

O direito à terra e as gigantes do refrigerante

Relatório oferece visão geral sobre os riscos e impactos, descreve o processo externo de avaliação, ressalta alguns dos apontamentos da avaliação e apresenta recomendações da Oxfam para que a Coca-Cola, a PepsiCo e todas as empresas da cadeia.

Doe agora

Seu apoio ajuda a mudar vidas

Cadastre-se para receber nossa newsletter