retrato das desigualdades brasileiras

Nós e as Desigualdades 2019

Relatório analisa segunda pesquisa de opinião sobre desigualdades no Brasil produzida pela Oxfam Brasil em parceria com o Instituto Datafolha. Foram entrevistadas 2.086 pessoas em 130 municípios brasileiros, de todas as regiões do país, entre os dias 12 e 18 de fevereiro de 2019, para a pesquisa, que traça um perfil acurado das percepções dos brasileiros sobre as desigualdades de renda, raça e gênero no país.

Nós e as Desigualdades 2019

Relatório analisa segunda pesquisa de opinião sobre desigualdades no Brasil, produzida em parceria com o Instituto Datafolha. Foram entrevistadas 2.086 pessoas em 130 municípios brasileiros, de todas as regiões do país, entre os dias 12 e 18 de fevereiro de 2019, para a pesquisa, que traça um perfil acurado das percepções dos brasileiros sobre as desigualdades de renda, raça e gênero no país.

País Estagnado

A roda da redução das desigualdades no Brasil parou de girar. A distribuição de renda estagnou, a pobreza voltou com força e a equiparação de renda entre homens e mulheres, e negros e brancos, que vinha acontecendo ainda que timidamente, recuou. São retrocessos inaceitáveis para um país cuja maioria é justamente de pobres, negros e mulheres. E essas desigualdades de renda, raça e gênero são reforçadas – e retroalimentadas – por nosso injusto sistema tributário, que cobra mais justamente de quem menos tem. Isso não pode continuar.