reforma tributária

Nova plataforma digital dá transparência a direitos e políticas fiscais na América Latina

Qual a relação entre as políticas fiscais adotadas pelos governos e os direitos de todos nós, cidadãos? Pergunta importante e quase nunca respondida de maneira clara e objetiva pelos representantes dos governos de plantão. Pior ainda é a falta de transparência em relação aos dados disponíveis sobre o que o governo recebe para investir na garantia de direitos e como de fato faz esses investimentos.

Portal DataIgualdad é um projeto da Oxfam em parceria com a Latindadd e Instituto Centroamericano de Estudos Fiscais

Fórum Internacional Tributário reúne especialistas nacionais e internacionais

Especialistas nacionais e internacionais estão reunidos esta semana em São Paulo para discutir modelos tributários europeus, asiáticos, americanos e do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) no Fórum Internacional Tributário SP18, realizado pela Anfip, Fenafisco e Sinafresp. O evento faz parte do projeto Reforma Tributária Solidária,que propõe um estudo aprofundado em busca de alternativas ao atual modelo brasileiro.

Participamos do painel que discute tributação internacional, evasão e paraísos fiscais. Confira programação!

Novo modelo econômico

Artigo de Oded Grajew publicado nesta quarta-feira (19/4) no jornal Folha de S. Paulo.

O jornalista Clóvis Rossi, a quem admiro por sua competência e integridade jornalística, publicou na sua coluna nesta Folha (26/3) um artigo no qual lamenta não termos até hoje uma proposta de modelo econômico que "ofereça esperança às pessoas".

Artigo de Oded Grajew, presidente do Conselho Deliberativo da Oxfam Brasil e idealizador do Fórum Social Mundial

Pesquisa Oxfam Brasil/Datafolha revela a percepção sobre desigualdades no Brasil

A maior parte dos brasileiros se declara favorável ao aumento de impostos no país desde que seja aplicado apenas aos “muito ricos” para financiar melhorias nas áreas de educação, saúde e moradia, segundo dados da pesquisa Oxfam Brasil/Datafolha, lançada nesta quarta-feira (6/12). Para 71% dos entrevistados, é preciso desonerar a classe média e os mais pobres em prol de uma maior tributação da renda dos “muito ricos”.

Para 71% dos brasileiros, os muitos ricos devem pagar mais impostos para financiar educação, saúde e moradia