racismo

"A questão racial e de discriminação das mulheres precisam ser tratadas como prioridades"

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), conjunto de 17 metas globais estabelecidas pela ONU a serem cumpridas até 2030, precisam ser apropriados pela sociedade brasileira e dar prioridade às questões relacionadas ao racismo e discriminação das mulheres para que haja avanços no Brasil em relação ao enfrentamento das desigualdades, afirmou Katia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil, durante o seminário de lançamento do projeto de fortalecimento da

Nossa diretora executiva Katia Maia participou, em São Paulo, de seminário de lançamento do projeto de fortalecimento da Rede Estratégia ODS

Influência e inovação digital na luta contra a violência machista

Ativistas feministas da América Latina, Europa e Africa participaram de evento em Madri (Espanha) na semana passada (de 26 a 28 de janeiro), a convite da Oxfam Intermón, para fortalecer alianças e redes entre as participantes e suas organizações contra a violência sexista.

As atividades desenvolvidas focaram na análise da revolução digital como oportunidade para desenvolver iniciativas de combate à violência sexista e táticas e estratégias conjuntas para fortalecer a luta do movimento feminista.

Ativistas feministas de todo o mundo se encontraram em Madri para trocar experiências

Nota de falecimento – Giovanna de Moura

É com profunda tristeza que a Ação Educativa, Instituto Pólis e Oxfam Brasil receberam a notícia do falecimento da jovem Giovanna de Moura na noite de quinta-feira, 24 de maio. Com 21 anos, ela foi atropelada na região do Butantã, próximo à sua residência. Atriz e dançarina, Giovanna fazia parte do Levante Mulher, coletivo que denuncia a violência contra a mulher através da arte, principalmente do teatro, e do bloco afro Ilú Obá de Min.

Integrante do nosso projeto Juventude nas Cidades, foi atropelada na noite de quinta-feira (24/5) em SP

Websérie Sonho de Preta Conta traz histórias e sonhos de 12 mulheres negras

Filmada em julho de 2017 durante o Festival Afrolatinas, maior evento da mulher negra da América Latina e Caribe, a websérie Sonho de Preta Conta é uma ação coletiva, fruto do projeto Hub das Pretas. A iniciativa envolve diferentes organizações e coletivos de jovens mulheres negras que atuam no combate ao racismo e ao sexismo em quatro cidades: Brasília, Rio de Janeiro, Recife e São Paulo.

Realização Odun Produções, Oxfam Brasil e Instituto Afrolatinas, em parceria com a Ação Educativa, Criola, Fase, Ibase, Inesc e Instituto Pólis, e apoio da Embaixada Britânica no Brasil

Hub das Pretas sai mais fortalecido de São Paulo

O projeto Mulheres Negras Fortalecidas na Luta Contra o Racismo e Sexismo chega a seu ponto alto neste segundo semestre de 2017 com o início dos intercâmbios entre as jovens dos “Hubs das Pretas” de diversas cidades. Depois de consolidar o trabalho de formação com os grupos nas cidades de Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo, as participantes começam agora a trocar experiências presencialmente. Elas visitarão as cidades umas das outras, tomando contato com ações desenvolvidas localmente para afirmarem seus direitos e enfrentarem o racismo e o sexismo. 
 
As jovens do projeto se preparam agora para agenda em outras três capitais: Rio de Janeiro, Recife e Brasília
As jovens participantes do Hub das Pretas trocam experiências para afirmarem seus direitos e enfrentarem o racismo e sexismo.