pobreza

A fome no Brasil é uma triste realidade

Um problema do passado voltou: o Brasil pode voltar ao Mapa da Fome depois de 5 anos. É o que sugere a série de reportagens sobre o tema, fruto de uma parceria da Oxfam Brasil e da Agência Pública que em 2018 ofereceu microbolsas para a produção das 7 reportagens. Foram mais de 80 propostas recebidas, vindas de 15 estados diferentes. A ação surgiu da percepção sobre o aumento do número de pessoas em situação de extrema pobreza entre 2015 e 2017.

Série de reportagens feitas pela parceria da Oxfam Brasil com Agência Pública relevam o tamanho do problema
Foto: Agência Pública

Retrospectiva 2018 - um ano de muitos desafios.

2018 foi um ano de muitos desafios, de conquistas e retrocessos, que exigiram de todos os brasileiros muita força, criatividade e vontade. Em 2019, a situação não deverá ser muito diferente, mas independentemente do cenário posto, continuaremos nosso trabalho de enfrentamento das desigualdades - de renda, gênero e raça - para vencer a pobreza extrema e garantir que todos e todas tenham seus direitos garantidos e respeitados.

Assine nossa newsletter para acompanhar o trabalho que desenvolvemos no Brasil e no mundo!

Brasil dá vexame em pesquisa sobre mobilidade social no mundo

Está cada vez mais difícil algúem nascer na pobreza e conseguir melhorar de vida, atingindo um padrão médio - chegar ao topo então, onde confraternizam-se os ricos, nem pensar. Foi o que constatou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne 35 nações desenvolvidas e algumas outras convidadas, ao estudar a mobilidade social no mundo desde a década de 1990.

Desigualdade brasileira não tem paralelo em outros países, conforme revelam relatórios da Oxfam

Projetos da Oxfam ajudam agricultores de Gana a enfrentarem a 'temporada da fome'

De junho a agosto, quem vive no norte de Gana tem que se planejar muito para não ficar sem o que comer. É a 'temporada da fome', dizem os locais, época em que a seca deixa o solo praticamente inutilizado para qualquer tipo de plantação. Hoje, cerca de 75% das famílias da região não têm comida suficiente devido às más condições climáticas e à falta de infraestrutura básica para auxiliá-los em tempos difíceis.

70% dos treinamentos são oferecidos especificamente às mulheres, para melhorarem cultivos e aumentarem renda
Foto: Adam Patterson/Oxfam

Supermercados e as desigualdades: eles são parte do problema - e também da solução

Quase todos nós os utilizamos, eles são parte de nossa rotina e, na correria do dia-a-dia, tornam a nossa vida mais fácil. Supermercados, o lugar onde compramos nossa comida.

Como os grandes varejistas brasileiros podem agir para livrar a cadeia de alimentos de pobreza e sofrimento humano

Novo relatório propõe debate público sobre as desigualdades no país

O debate público sobre a redução das desigualdades no Brasil é urgente e necessário. Vivemos hoje uma situação insustentável e injusta. Por exemplo: uma pessoa que ganha um salário mínimo por mês hoje teria que trabalhar 19 anos para receber o mesmo que um brasileiro que faz parte hoje do 0,1% mais rico do país. Mais de 16 milhões de brasileiros ainda vivem abaixo da linha da pobreza, apesar de todos os esforços feitos nos últimos anos para enfrentar o problema. Saímos recentemente do Mapa da Fome e retiramos milhões da miséria, mas os ricos continuaram concentrando riqueza.

Lançamento foi realizado na última semana de setembro em São Paulo