Oxfam Brasil

Multinacionais brasileiras ignoram voz das comunidades

Análise feita pela Oxfam Brasil nos documentos publicamente disponíveis de 21 empresas multinacionais brasileiras que atuam na América Latina e África nos setores de mineração, petróleo e gás, construção civil, agronegócio e siderurgia revela que nenhuma delas adota compromisso público inequívoco com o princípio de Consentimento Livre, Prévio e Informado (CLPI) dos povos indígenas e comunidades tradicionais afetadas pelas atividades. Apenas 10 das empresas avaliadas têm políticas específicas que contemplam relacionamento com estes públicos.

Novo informe analisa compromisso das empresas com Consentimento Livre, Prévio e Informado

Seminário discute impacto de grandes corporações nos direitos humanos

O impacto da atuação de grandes corporações nos direitos humanos das populações de diversos territórios brasileiros, e as propostas e soluções necessárias para que casos como os das mineradoras Samarco em Mariana (MG) e Hydro em Barcarena (PA) não se repitam, são tema do seminário "Para uma Política Nacional de Direitos Humanos e Empresas no Brasil: Prevenção, Responsabilização

Evento em Brasília traz relatos de populações atingidas em casos como o de Mariana (MG) e Barcarena (PA)

Desigualdade social será desafio para o próximo governo

O Brasil é o décimo país mais desigual do mundo, com um sistema tributário que penaliza os mais pobres e problemas sociais estruturantes. Nesse cenário, a necessidade de se pensar em políticas públicas efetivas para a redistribuição de renda será um desafio para qualquer que seja o próximo governo. Em entrevista concedida nesta segunda (13/8) para a rádio CBN, Rafael Georges, coordenador de campanhas da Oxfam, falou sobre essa questão.

Rafael Georges, coordenador de campanhas da Oxfam Brasil, fala à rádio CBN sobre a necessidade de se focar em redistribuição de renda

Brasil dá vexame em pesquisa sobre mobilidade social no mundo

Está cada vez mais difícil algúem nascer na pobreza e conseguir melhorar de vida, atingindo um padrão médio - chegar ao topo então, onde confraternizam-se os ricos, nem pensar. Foi o que constatou a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que reúne 35 nações desenvolvidas e algumas outras convidadas, ao estudar a mobilidade social no mundo desde a década de 1990.

Desigualdade brasileira não tem paralelo em outros países, conforme revelam relatórios da Oxfam

Páginas