Oxfam Brasil

Nós e as Desigualdades 2019

Relatório analisa segunda pesquisa de opinião sobre desigualdades no Brasil produzida pela Oxfam Brasil em parceria com o Instituto Datafolha. Foram entrevistadas 2.086 pessoas em 130 municípios brasileiros, de todas as regiões do país, entre os dias 12 e 18 de fevereiro de 2019, para a pesquisa, que traça um perfil acurado das percepções dos brasileiros sobre as desigualdades de renda, raça e gênero no país.

Nós e as Desigualdades 2019

Relatório analisa segunda pesquisa de opinião sobre desigualdades no Brasil, produzida em parceria com o Instituto Datafolha. Foram entrevistadas 2.086 pessoas em 130 municípios brasileiros, de todas as regiões do país, entre os dias 12 e 18 de fevereiro de 2019, para a pesquisa, que traça um perfil acurado das percepções dos brasileiros sobre as desigualdades de renda, raça e gênero no país.

Governar por decretos é minar a democracia

"Com a caneta eu tenho muito mais poder do que você. Apesar de você, na verdade, fazer as leis, eu tenho o poder de fazer decreto. Logicamente, decretos com fundamento", afirmou o Presidente da República, Jair Bolsonaro, ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, em 28 de maio, em Brasília.

Em pouco menos de cinco meses de governo, Bolsonaro já editou 145 decretos presidenciais, índice superior às marcas dos governos Dilma Rousseff, Lula e Fernando Henrique Cardoso nesse mesmo período durante seus primeiros mandatos.

Oxfam Brasil e outras organizações assinam nota pública contra a postura autocrática do presidente Jair Bolsonaro

Oxfam Brasil Contrata Líder do Programa Face to Face

Nome do Cargo: Líder do Programa Face to Face In-House
Área: Mobilização, Comunicação e Captação de Recursos
Subordinado a: Coordenador de Aquisição
Funcionários subordinados a esse cargo: Líderes de Equipe e Captadores do Programa de F2F
Responsabilidade orçamentária: não há
Tipo de contrato: CLT
Horário: 40 horas semanais, considerando flexibilidade para cargos de confiança
Salário: Enviar proposta salarial

Buscamos profissional para planejar e implementar nosso projeto de F2F, garantindo a sua consolidação e crescimento. Prazo de inscrição vai até 28/6.

Juventudes fazem seu 'corre' por inclusão e geração de renda

Batalhas de rima, apresentações musicais, dança, grafite e uma feira de economia solidária. O evento Poesia nas Quebradas, que aconteceu no último sábado (18/5) em Planaltina (DF) teve isso e muito mais. A atividade faz parte do projeto Juventudes nas Cidades, realizado por coletivos do Distrito Federal em parceria com o Inesc e Oxfam Brasil.

Evento 'Poesia nas Quebradas' reuniu diversos coletivos do projeto Juventudes nas Cidades em Planaltina (DF)
Fotos: Poka Nascimento

Redução das desigualdades é tema do Prêmio Cidades Sustentáveis 2019

A maior parte da população brasileira vive hoje nas cidades e nelas as desigualdades ficam mais evidentes à sociedade. O que os municípios brasileiros têm feito para enfrentar o problema? Quais as boas práticas e políticas públicas inovadoras e bem sucedidas têm sido apresentadas pelas cidades?

Prazo para inscrições se encerra em 7 de junho e vencedores serão anunciados durante Conferência Internacional
Fotos: Paulo Pereira (capa) e André Teixeira (interna)

"A questão racial e de discriminação das mulheres precisam ser tratadas como prioridades"

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), conjunto de 17 metas globais estabelecidas pela ONU a serem cumpridas até 2030, precisam ser apropriados pela sociedade brasileira e dar prioridade às questões relacionadas ao racismo e discriminação das mulheres para que haja avanços no Brasil em relação ao enfrentamento das desigualdades, afirmou Katia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil, durante o seminário de lançamento do projeto de fortalecimento da

Nossa diretora executiva Katia Maia participou, em São Paulo, de seminário de lançamento do projeto de fortalecimento da Rede Estratégia ODS

Esvaziar a participação social é enfraquecer a democracia

Mais de 30 organizações da sociedade civil assinam carta conjunta em repúdio ao decreto da Presidência da Repúblicaque prevê a extinção de importantes espaços de participação social na administração pública federal, como conselhos, comitês, comissões. O decreto, assinado sem consulta à sociedade civil, vai na contramão da Constituição de 1988 que garante um Estado aberto à participação social ampla e plural.

Confira a carta:

Organizações assinam carta conjunta em repúdio ao decreto da Presidência da República que prevê a extinção de espaços para a sociedade civil.
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Páginas