mulheres

"A questão racial e de discriminação das mulheres precisam ser tratadas como prioridades"

Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), conjunto de 17 metas globais estabelecidas pela ONU a serem cumpridas até 2030, precisam ser apropriados pela sociedade brasileira e dar prioridade às questões relacionadas ao racismo e discriminação das mulheres para que haja avanços no Brasil em relação ao enfrentamento das desigualdades, afirmou Katia Maia, diretora executiva da Oxfam Brasil, durante o seminário de lançamento do projeto de fortalecimento da

Nossa diretora executiva Katia Maia participou, em São Paulo, de seminário de lançamento do projeto de fortalecimento da Rede Estratégia ODS

1 ano sem Marielle: mataram uma voz, levantaram milhares!

Hoje faz um ano da morte de Marielle Franco, assassinada covardemente com 13 tiros na região central do Rio de Janeiro juntamente com o motorista Anderson Pedro Gomes. A evidente execução premeditada da vereadora e ativista dos direitos humanos tinha como objetivo calar uma poderosa voz - feminista, negra, lésbica, política - mas teve o efeito contrário, fazendo surgir milhares de outras vozes, para levar adiante sua luta e suas bandeiras.

Nota da Oxfam Brasil

Dia Internacional da Mulher: nossa contribuição pelo mundo

Nós acreditamos no potencial das mulheres e estamos sempre prontos a contribuir com projetos e atividades que reforcem o papel feminino na sociedade. Por isso desenvolvemos no Brasil e no mundo projetos de formaçao e autonomia financeira, além de encontros e oficinas, que contribuem para o empoderamento das mulheres, valorizando e fortalecendo sua luta contra o machismo, a violência doméstica, a desigualdade de renda no trabalho.

Cinco histórias revelam como a Oxfam trabalha pela valorização das mulheres

Influência e inovação digital na luta contra a violência machista

Ativistas feministas da América Latina, Europa e Africa participaram de evento em Madri (Espanha) na semana passada (de 26 a 28 de janeiro), a convite da Oxfam Intermón, para fortalecer alianças e redes entre as participantes e suas organizações contra a violência sexista.

As atividades desenvolvidas focaram na análise da revolução digital como oportunidade para desenvolver iniciativas de combate à violência sexista e táticas e estratégias conjuntas para fortalecer a luta do movimento feminista.

Ativistas feministas de todo o mundo se encontraram em Madri para trocar experiências

Mulheres rohingya vivem situação risco em campos de refugiados inadequados

 

As refugiadas rohingya que vivem em Bangladesh enfrentam problemas de saúde, não têm acesso a assistência vital e correm maior risco de serem abusadas nas instalações inseguras e inadequadas de muitos campos de refugiados.

Oxfam alerta para a necessidade de se destinar parte dos recursos de ajuda humanitária para atender as necessidades específicas das mulheres

Elas geram riqueza mas não são devidamente reconhecidas e remuneradas

Qual a importância do trabalho da mulher na economia brasileira? Quais as políticas públicas necessárias para promover a autonomia econômica e pessoal das mais de 100 milhões de mulheres brasileiras? Elas têm peso cada vez na geração de riqueza do país, mas ainda não vêm suas atividades devidamente reconhecidas e remuneradas, principalmente quando o assunto é trabalho doméstico e de cuidado de idosos e crianças. Os desafios são enormes.

Estudo discute importância do trabalho doméstico da mulher na economia e a urgência por políticas públicas

Empoderamento econômico das mulheres no Brasil

As autoras Marilane Oliveira Teixeira, economia e doutora em desenvolvimento econômico e pesquisadora na área de relações de trabalho e gênero, e Nalu Faria, psicóloga, coordenadora da Sempre Viva Organização Feminista (SOF) e militante da Marcha Mundial das Mulheres, discutem a questão do trabalho doméstico e cuidado não remunerado no Brasil, o trabalho feminino e a inserção e permanência das mulheres no mercado de trabalho do país.

Jovens da América Latina ainda consideram 'normal' a violência machista

A violência machista contra as mulheres da América Latina e Caribe está muito presente na vida dos jovens da região, a ponto de considerarem 'normais' situações como controlar a forma como as mulheres se vestem ou censurar suas fotos nas redes sociais.

Relatório 'Rompendo Padrões' traz dados da Bolívia, Cuba, Colômbia, El Salvador, Guatemala, Honduras, Nicarágua e República Dominicana.

Relatório da Oxfam Brasil inspira tema da próxima Bienal do Mercosul

Sempre que lançamentos um estudo ou pesquisa, ficamos na expectativa de saber como ele contribuirá para o debate público sobre as desigualdades no Brasil. Desde o lançamento de nosso primeiro relatório, A Distância Que nos Une, temos participado de inúmeras conferências, debates e seminários sobre o tema usando os dados compilados no documento, dando assim o justo e necessário destaque a uma das principais mazelas do país.

Dados sobre a desigualdade de gênero no país determinaram a escolha da mulher como tema central

Ei, G7! Está mais do que na hora de fazer a economia funcionar para as mulheres!

A economia global está gerando extrema riqueza para alguns poucos às custas - e nas costas - de mulheres pobres, que costuram nossas roupas, colhem nossa comida e cuidam de nossos filhos. "Isso tem que acabar", afirma Winnie Byanyima, diretora executiva da Oxfam  Internacional que está em Quebec, no Canadá, para acompanhar a reunião do grupo dos sete países mais ricos do mundo, o G7. "Recomendo fortemente aos líderes do G7 a apoiar políticas feministas que comprovadamente reduzem as desigualdades econômica e de gênero.

Líderes reunidos em Quebec estão desafiados a promover medidas contra desigualdade de gênero no mundo
E se os líderes mundiais tivessem que fazer o mesmo trabalho que as mulheres fazem no dia-a-dia? Querido #G7, que promover o empoderamento econômico das mulheres?

Páginas