Gustavo Ferroni

Compromissos das grandes empresas de alimentação ficam pelo meio do caminho

As 10 maiores empresas de bebidas e alimentos do mundo, que são alvo de nossa campanha Por Trás das Marcas, já se comprometeram com políticas e boas práticas de fornecimento mais sustentáveis para seus produtos. Mas e as 'traders', que são as que fazem o elo entre os produtores e as empresas que vendem os produtos aos consumidores? Estão elas seguindo os mesmos compromissos para os impactos negativos sobre mulheres, pequenos produtores, terra e clima?

Novo relatório da Oxfam revela descompasso nos compromissos para impactos negativos sobre mulheres, pequenos agricultores, terra e clima
Foto: Anna Fawcus/Oxfam América

Azedou para a Citrosuco: empresa volta para a 'lista suja' do trabalho escravo

A Citrosuco, uma das maiores produtoras e exportadoras brasileiras de suco de laranja, voltou à lista suja do trabalho escravo do Ministério do Trabalho esta semana depois de a Justiça do Trabalho derrubar uma liminar que a deixava fora do cadastro. Segundo reportagem publicada pela Repórter Brasil, a empresa foi autuada em 2013 por manter 26 trabalhadores em situação análoga à escravidão em dois laranjais em São Paulo.

Gigante da laranja foi autuada por manter trabalhadores em situação análoga à escravidão em laranjais de São Paulo
Foto: Ministério Público do Trabalho - Procuradoria Regional do Trabalho da 15ª Região

Conheça os repórteres selecionados para investigar a volta da fome

A Oxfam Brasil e a Agência Pública lançaram no final de agosto o concurso Microbolsas Fome, que abriu inscrições para que repórteres de todo o país propusessem pautas sobre a volta da fome à realidade brasileira.

Mais de 80 repórteres de 15 estados diferentes enviaram pautas para concorrer às microbolsas