Notícias

Em carta aberta, economistas pedem fim dos paraísos fiscais

Em documento, mais de 300 especialistas de 30 países pedem por mais transparência

Mais de 300 economistas de 30 países divulgaram nesta segunda-feira, 9, carta aberta endereçada aos líderes mundiais que estarão reunidos nesta semana em Londres, em conferência anti-corrupção. No documento, eles alertam para o risco dos paraísos fiscais às economias mundiais, em especial dos países menos desenvolvidos.

Relatório da Oxfam “A Economia para o 1%”

Acesse o relatório na íntegra aqui.

Relatório da Oxfam “A Economia para o 1%” foi apresentado em Davos. O documento está tendo uma grande repercussão, tendo sido mencionado pelo Vice-Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, no discurso de abertura do Fórum Econômico Mundial.

Acesse o relatório na íntegra aqui.

Mostra denuncia a desigualdade social brasileira

Exposição que inaugura o espaço da Oxfam Brasil traz o olhar do fotógrafo Tuca Viera sobre as cidades

Formado em Letras pela Universidade de São Paulo em 1998, Tuca Vieira é fotógrafo profissional desde 1991. Já atuou no Museu da Imagem e do Som, Sesc-SP, e na agência N-Imagens. Fez parte da equipe de fotografia do jornal Folha de S. Paulo de 2002 a 2009 e recebeu o prêmio Funarte de Arte Contemporânea (2013), Porto Seguro de Fotografia, categoria São Paulo (2010), o Prêmio Grupo Nordeste de Fotografia (2005) e o Prêmio Folha de Jornalismo, categoria Fotografia (2005).

Um mundo tão desigual é viável?

Entrevista com Kátia Maia - diretora da Oxfam Brasil

Relatório anual do Credit Suisse revela que a concentração de renda no planeta está aumentando. Para a diretora da Oxfam Brasil, Kátia Maia, essa desigualdade prejudica a todos, inclusive aos mais ricos, citando, como exemplo, a violência.

Oxfam Brasil inaugura escritório em São Paulo

Organização inaugura seu espaço com exposição fotográfica sobre a desigualdade social brasileira

Após mais de 50 anos de atuação no Brasil, em parceria com outras organizações da sociedade civil, influenciando decisões locais e globais para acabar com a pobreza e a desigualdade, a organização elabora novas estratégias e formas de atuação no território nacional que serão colocadas em prática no próximo ano.

Páginas