Notícias

Publicação orienta construção de mapas de desigualdades

Guia ajuda a identificar demandas por serviços públicos nos municípios brasileiros

O enfrentamento das desigualdades exige ações na esfera pública e políticas que priorizem investimentos em regiões que mais necessitam de recursos.

Jovens debatem ativismo e participação na América Latina

Encontro de juventude acontece em São Paulo e reúne representantes de seis países da região

Analisar as recentes mudanças no cenário político da América Latina e Caribe, pensar novas formas de mobilização e incidência política, e debater pautas colocadas pela juventude como fundamentais para o enfrentamento das desigualdades. Com estes objetivos, jovens e representantes de organizações sociais da região estão reunidos a partir desta terça-feira, 14, em São Paulo (SP).

Prefeitos firmam compromissos de gestão sustentável

140 municípios, entre eles 12 capitais, fazem parte do Programa Cidades Sustentáveis

O I Encontro do Programa Cidades Sustentáveis (PCS) com as prefeituras signatárias (gestão 2017/2020) será realizado  em São Paulo no próximo dia 15, quarta-feira. O evento reunirá prefeitos, secretários e técnicos das prefeituras participantes do Programa. Foram convidados também representantes das cidades que aprovaram a Lei das Metas, das capitais e das cidades que ainda não aderiram ao PCS.

Campanha pela redução da desigualdade é tema de oficina

Tema foi debatido em Brasília (DF) com a presença de 20 entidades nacionais

O Conselho Federal de Economia realizou nesta quarta-feira (08) uma oficina de trabalho para discutir a Campanha Nacional pela Redução da Desigualdade Social no Brasil. Estiveram presentes cerca de 20 instituições entre representações de economistas, conselhos profissionais, centrais sindicais, ONGs e outras entidades da sociedade civil. O encontro ocorreu na sede do Cofecon, em Brasília, e os trabalhos foram coordenados pelo Conselho e pela Oxfam.

Nota da Oxfam Brasil sobre a situação no Espírito Santo

A Oxfam Brasil demonstra preocupação com a atual situação de extrema violência no estado

A Oxfam Brasil demonstra preocupação com a atual situação de extrema violência no estado do Espírito Santo. Em um ambiente de hostilidade e falta de segurança, quem mais sofre são as populações mais vulneráveis. É preciso que haja diálogo e que a população volte a estar segura, com seus direitos garantidos e respeitados. Também é preciso que os governos e suas instituições atuem com responsabilidade, protegendo os direitos humanos e garantindo o bem-estar de toda a população.

Mobilidade urbana: o desafio para as cidades no século XXI

Artigo de Glauco Peres da Silva, economista e professor e da USP

A mobilidade nos centros urbanos é objeto de crescente preocupação no meio acadêmico e para os gestores de políticas públicas. O adensamento populacional em áreas de pequena extensão relativa, antes sinal de progresso e modernidade, atualmente apresenta problemas sérios de várias ordens que reverberam na capacidade de deslocamento dos indivíduos. A mobilidade urbana deficiente é um problema de múltiplas causas e, portanto, exige esforços em várias direções.

Oxfam está entre as 10 melhores ONGs do mundo

Ranking global classifica organizações a partir de inovação e melhores práticas

Presente em mais de 90 países, a Oxfam ocupa a 7ª posição no ranking Top 500 NGOs World, divulgado anualmente pela NGO Advisor. A última lista, divulgada em dezembro, ordena organizações de todo o mundo a partir de melhores práticas e ideias inovadoras no terceiro setor.

Mapa revela as diferentes cidades dentro da capital paulista

Artigo de Oded Grajew, presidente do conselho deliberativo da Oxfam Brasil

São Paulo é a cidade mais rica do Brasil. Ao mesmo tempo, apresenta vergonhosos indicadores de desigualdade: dos 96 distritos da cidade, 31 não mantêm sequer um leito hospitalar; 34, nenhum parque; e em 36 não há uma biblioteca pública sequer. A diferença entre os indicadores do melhor e do pior distrito chega, em inúmeros casos, a milhares de vezes. A mortalidade infantil é 14,85 vezes mais grave no Pari do que em Pinheiros.

8 homens têm mesma riqueza que metade mais pobre do mundo

Novo relatório divulgado pela Oxfam em Davos aponta para aumento da desigualdade extrema

Apenas oito homens possuem a mesma riqueza que os 3,6 bilhões de pessoas que compõem a metade mais pobre da humanidade, de acordo com um novo relatório publicado pela Oxfam, apresentado hoje na reunião anual de líderes políticos e empresariais em Davos.

A igualdade ainda é um valor a ser perseguido?

Artigo de Luciana Jaccoud, pesquisadora da diretoria de estudos sociais do IPEA

Como destaca Atkinson em livro recente, trajetórias relevantes de redução das desigualdades são dependentes de expressivos gastos e institucionalidades em políticas públicas. Desigualdades não se acumulam aleatoriamente, tampouco se restringem a refletir heranças históricas ou insuficiência de crescimento econômico. Expressam processos sociais e experiências coletivas que têm impactos profundos na dinâmica social.

Páginas