Mais Justiça, Menos Desigualdades

 

Jullyane Monte

Sem emprego, sem renda e sem água

Após um relacionamento abusivo, Jullyane Monte, de 26 anos, foi viver com seus 3 filhos na casa da irmã que fica na favela Brasília Teimosa, na zona sul de Recife. A única renda da casa é o Bolsa Família que ela recebe. Sua mãe, que é cuidadora de idosos e tem 63 anos, é quem arca com o aluguel da casa onde moram.

Após diversos relatos de pessoas que contraíram coronavírus na sua vizinhança, Jullyane suspeitou que um de seus filhos também tivesse ficado doente, mas não pode confirmar por falta de acesso ao teste.

A realidade de Jullyane é muito parecida com a das pessoas que estão ao seu redor. A comunidade vive da pesca e de trabalhos informais ligados ao turismo. Mas com a pandemia, tudo parou, afetando diretamente suas vidas. “Ninguém consegue mais ter dinheiro para nada.”

Outro problema que agrava a situação da família de Jullyane e de todos em sua comunidade é a constante falta d’água na região. Além de ser item básico para a vida das pessoas, o acesso à água é também fundamental na prevenção do coronavírus.

“Aqui é muito comum a gente ficar até uma semana sem água. Muitos têm poço em casa mas não é suficiente.”

imagem do banner
Cadastre-se
Junte-se a nós para contribuir para as mudanças que queremos na sociedade brasileira.
Cadastre-se agora para receber mais informações!
Ao se cadastrar, você concorda com a política de privacidade da Oxfam Brasil

A Oxfam Brasil utiliza cookies para melhorar a sua experiência

Ao continuar navegando na nossa página, você autoriza o uso de cookies pelo site.